sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Open Mic ou microfone aberto ou palco aberto

No nosso espaço "Porto dos Livros" transitam ideias, livros, pessoas interessantes e criativas...assim foi se constituindo um grupo, um projeto que toma corpo e cria asas a cada edição...agora já na 4a. edição: o OPEM MIC !
"Open Mic"  é um projeto poético musical que  promove uma interação entre os participantes do evento e músicos amadores brasileiros e estrangeiros, oferecendo, para isso, um palco livre ou um "microfone aberto" para que a platéia interaja com instrumentos, voz, poesia, stand-ups, sketes, juntamente com os promotores do evento, num intercâmbio cultural.  A idéia também é promover a criação de programações culturais na cidade e otimizar a utilização de espaços de eventos na cidade, a exemplo do Sebo Cultural Porto dos Livros, onde acontecem quinzenalmente os encontros. Dilu, a criadora do projeto é pedagoga, poeta, compositora, cantora e pós graduada em língua inglesa com ênfase em cultura e suas diversidades. Gravou o CD independente "Status Quo", com letras de sua autoria e publicou o livro Poesia Irmanada em co-autoria com o seu irmão Mauro Machado. Iara Sampaio, cofundadora do projeto é jornalista e produtora cultural.


Apareça e mostre sua cara...seu jeito...sua arte e talento...quem sabe se descobre ou se acha por aqui?


segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Mergulho da alma

A vida da gente está em constante transformação, diariamente mudamos e tal qual a vida, esse blog também passa por mudanças...inicialmente era " longe de você...perto de mim", escrevia para as pessoas queridas que havia deixado no Brasil, gostava de imaginar escrevendo para elas, assim o texto e as ideias fluiam...é como contar história para alguém, preciso ter um leitor real. De volta para o Brasil escrevia para os queridos amigos que deixei em Moçambique...virou "longe de voce no Brasil", foi uma fase de saudades e novas adaptações...agora já escrevo para outros leitores, e nesse mergulho surge um outro blog, um dentro do outro...agora será o meu "mergulho da alma"...como me sinto cada vez que passo por aqui, um submergir de ideias, de emoções, de brincar com as palavras e lembranças que vivem no meu interior, hoje habito um espaço mágico povoado por livros antigos, raros, novos, estantes e pilhas de histórias, poesia, música, arte e muitos personagens...assim eles virão comigo passear aqui e deixar recados que saem do fundo da alma, de dentro do coração...que possa com seu olhar de contemplação me dizer algo sempre.
Para encerrar por hoje um breve pensamento de um grande africano...

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Guardar-te em sonho...

"E são de aves
As folhas que tombam
E não há chão nem vento
Onde se deitem.
Melhor dormir
Se o tempo se faz sem ti
E guardar-te em sonho
Até tu mesmo seres noite" (Mia Couto)
   Passo hoje rápido por aqui só para deixar um beijo bom para alguém que partiu para sempre...que pode encontrar na luz o que estava perdido no terreno das emoções. Assim é a nossa vida, relâmpagos de instantes que nos entorpecem e que ao passar nos fazem mais forte a seguir a estrada da vida. Estar no Brasil, na Bahia, longe de você, me faz crer que nada foi em vão...aqui a vida flui com outra intensidade afinal é meu território, de aconchego e proteção!
Participo de um outro momento na minha breve história, vivendo situações inusitadas, permitido conhecer gente que chega e que vai embora, algumas deixam um pouco de si, outras levam um pouco de nós...ter um poeta por perto tem me alimentado um ânimo que não experimentava a muito tempo...entender sem compreender a lógica que nos move em direção a uma suposta felicidade, povoando espaços com mais e mais sonhos criativos, concretizando projetos com arte e beleza.
A poesia invade meus poros a cada virada de página, a cada piscar de olhos.
Adoro sentir o perfume que emana do olhar poético, saborear a energia pulsante de cada instante vivenciado...e por estar aqui e agora, dual como a vida, hora luz ora trevas, ora doce ou amargo, livre que aprisiona, castra mas liberta...assim o amor pela vida chega e vai...assim longe de você se transforma a cada dia.
Dormir e sonhar, guardar as lembranças no baú das saudades...me despedir mais uma vez e começar um novo amanhecer ...SEMPRE!

Um poeta e sua mãe

Maio ficou para traz mas não poderia deixar de registrar o presente mais sublime que recebi do meu poeta amado,  meu filho mais novo!  El...