domingo, 26 de abril de 2015

O PODER EM NÓS: o que você diria aquela pessoa se pudesse voltar atrás?

Recebi esse texto de um site da internet "Obvius" da autora Vanelli resolvi  dispor ele aqui pois descobri que ela fala de um tema que insisto em reafirmar e que aprendi na magnitude da vida:
O PODER QUE CARREGAMOS EM NÓS E DESCONHECEMOS...
                                        Destaquei trechos que mais gostei...

"Todos temos em nós um poder mágico que pode transformar nossas vidas e a daqueles que amamos

Quando se deitam muitos fazem uma oração, tantos outros gostam de ler. Há os que fazem planos para o próximo dia ou ainda os que desmaiam de sono.
Eu particularmente gosto de exercitar o dom dos bons pensamentos.
O pensamento vibra alto e vai longe. Ele atravessa cidades, estados, países, mares e continentes.
Através da imaginação podemos idealizar o som das folhas rodopiando em um chão de pedra, o canto dos pássaros, a cor das portas de madeira, o cheiro da lenha queimando e abrigar os que amamos confortavelmente em nós.
Em pensamento podemos conversar com profundidade, ditar palavras esquecidas, sussurrar confidências que não foram trocadas, reencontrar os que nunca voltaram ou ouvir aqueles que perderam a voz.
O que você diria para aquela pessoa se pudesse voltar atrás? O que faria se ela estivesse em sua frente? Você seria consolado ou consolaria? Como seria se você reencontrasse todos os que se apagaram no tempo?
Um ótimo exemplo está lindamente retratado na cena do filme “Comer, Rezar, Amar” na qual Liz, a personagem interpretada por Julia Roberts, depois de alcançar uma compreensão profunda sobre si, relembra o dia de seu casamento. Na ocasião o noivo ignorou a música do casal e colocou uma só para ele, dando assim um show de exibicionismo. Liz tem então uma visão mental do que poderia ter sido e passa a vislumbrar o ex-marido. A música certa começa a tocar e eles finalmente conversam carinhosamente e com sinceridade sobre seus sentimentos.
Um bom diálogo mental, sincero e verdadeiro, pode melhorar as nossas vidas
e tocar a daqueles em quem pensamos.
Através do pensamento vibramos resolução, compreensão e amor.
Em pensamento podemos alcançar os porquês incompreendidos,
admitir o que sentimos, ouvir atentos o que o outro tem a nos dizer
ou pura e simplesmente desejar o melhor em um exercício mental
que incita o autoconhecimento.
Em outra cena de “Comer, Rezar, Amar” Liz dá como presente
de casamento à jovem Tulsi um pensamento feliz e harmônico acerca
dela e do noivo que lhe foi arranjado. A moça estava triste com a
união e Liz diz que a mentalizou sorridente e plena junto do
futuro marido. A jovem indiana fica tocada pela crença em si
e em sua felicidade.
Que presente mágico esse não?

Ame. O amor emana, transcende e no pensamento cria asas e voa alto.
Dê aos que lhe são queridos esse presente mágico.
Pense neles em um cenário encantador.
Um lugar que seria exatamente onde gostariam de estar.
Abrace em pensamento.
Parabenize em pensamento.
Visualize o semblante feliz dos que te cercam.
Tudo que toca o plano da imaginação
encontra um campo próspero para se concretizar na  na realidade.
Não nos cabe mais desculpas como “Não tenho nada para te dar, pois você já tem tudo”
ou “Eu estou quebrado, não posso te dar nada”.
Alguns minutos de olhos fechados e pensamentos belos podem fazer a diferença.
E esse presente, dinheiro algum consegue comprar.
Todos podemos muito, basta que acreditemos e pensemos nisso.
A propósito, você já sabe o que vai pensar hoje antes de se entregar ao sono?"

segunda-feira, 20 de abril de 2015

No passo, passarei? passamos!


                              
                                                                      Viver a vida é...
É ter paixão por coisas simples
É aceitar o mundo exterior e tê-lo como fonte de inspiração.
É saber reconquistar, pois a conquista é algo muito fácil.
É ter uma visão de mundo e absorver coisas boas 
É ter um grande amor, uma grande paixão, uma grande amizade.
É estar de bem com a vida.
É poder amar e viver bons momentos.
Disso se valem os dias, as horas
Imaginar que perdemos tanto tempo brigando por nada
Queixas em vão
Projetos sem sentido
Quando o mundo lá fora nos reserva tantas possibilidades
Lembro da ultima vez que me apaixonei perdidamente
Ele apareceu inesperadamente e eu fiquei por duas horas a conversar, a saber da vida
Histórias trocamos e fomos nos permitindo o encontro
Jamais esquecerei do que passamos, vivemos e experimentamos
E o que foi diferente? 
Só se deixar levar pelo instante e viver...simplesmente viver a beleza de um instante que durou a eternidade que poderia durar.
Hoje um doce amor do passado
Hoje um amor que foi meu e seu!
Hoje a certeza que podemos encontrar um amor e ser feliz...infinitas vezes
Só ter a tranquilidade de desejar estar disponível para esse encontro de alma e de corações!
Te amei muito amor meu...
Te amarei sempre amor meu...
E amarei novamente outros...até a eternidade de um novo amanhecer!
Assim passamos, passaremos  no meu passo!

                                          “O correr das águas, a passagem das nuvens,                        

                                  o brincar das crianças, o sangue nas veias. Esta é a música de Deus.” (Hermann Hesse)

                                                            (pintura de Eugenijus Konovalovas)

Estradeiro... faz o caminho ao viajar


Pela primeira vez na estrada sozinha
                                                                             Ao volante
                                     Eu e o carro
                                                               O carro e uma longa estrada
Atenção redobrada  as placas...informes
Carros e transportes.
A fragilidade diante de um suposto acidente apavora
A velocidade por cada meio que te passa assusta
Enfrentar o inesperado numa cortada te arvora
Senti falta da companhia
De lembranças passei a tantas viagens que fiz ao lado de um companheiro
Planejávamos desde o roteiro até o repertório musical
Tudo era monitorado, tempo, distancia, quilometragem, gastos
Paradas e lanches
No que nos perdemos?
Onde deixamos esses instantes serem esquecidos?
Loucura de vida que nos rouba  experiências maravilhosas
Sentimento de ausencia vivida
Vontade de voltar ao tempo e refazer caminhos
Quem nos tirou isso?
Ai daquele que não viveu longas viagens
Hoje, era uma estrada e uma passageira ansiosa
Medo de não conseguir chegar...vontade de estar em algum lugar.
Estar na estrada na mudança do dia para a noite é indescritível
O dia vai embora matizando o ceu de cores...lindo porvir
O sol se poe e pelo retrovisor chega pequenas luzes brilhando
Em instantes há um tapete que pisca lá em cima!
E de tanto apreciar sua beleza esqueço de chegar ao meu destino e sigo
Me vejo perdida sem acreditar que passei da paragem
Mais estrada...mais caminho a percorrer até o lugar que me espera
Foram horas de solitude e inquietação ao volante
Foi um tempo de concretização de um sonho
Agora sei que nada me detém...irei em frente, um pouco mais a cada vez
Sempre um porto a minha espera, um desafio a ser vencido e o melhor: saber que para cada ida há sempre uma chegada!






Um poeta e sua mãe

Maio ficou para traz mas não poderia deixar de registrar o presente mais sublime que recebi do meu poeta amado,  meu filho mais novo!  El...