sexta-feira, 5 de maio de 2017

DESEJOS...LAMPEJOS...FESTEJOS!

De janelas entreabertas descobrimos as tantas possibilidades de respirar o ar puro que vem do além mar
Saindo da concha  por tantos dias, meses e horas...

     Uma paz e a boa sensação de liberdade tão esquecida!
       ver a luz com outros olhos
sentir novos aromas 
      arrepiar a pele ao toque
           viajar numa outra sintonia
 saborear novidades
                               e abrir-se para a infinitude de acasos.
A paisagem é a mesma mas o querer mudou...
mudou o olhar 
mudou o sentir!
E toda a frieza se transfigura em ondas de boas vibrações
novos sonhos
     outras sensações!
Eterno festejo de tudo que era metade e volta a ser inteiro.
Sim: Festejos
                        Lampejos
                                       Desejos...
A vida segue seu moço...aqui nos trópicos de novos quereres!

E QUANDO...




Um poeta e sua mãe

Maio ficou para traz mas não poderia deixar de registrar o presente mais sublime que recebi do meu poeta amado,  meu filho mais novo!  El...