quinta-feira, 11 de julho de 2013

O que é um livro?

Uma linda descrição que descobri no livro que estou lendo...deixo aqui para homenagear aos meus novos alunos e alunas, grandes leitores que tem trazido luz e mais desejo de proporcionar bons momentos de leitura!
(...) "Pela primeira vez na minha vida, entendi o que é um livro. Um livro é um mundo mágico cheio de pequenos símbolos que podem ressuscitar os mortos e dar vida eterna aos vivos. É incrível, fantástico e "mágico" que as vinte e seis letras do alfabeto possam ser combinadas de tantas maneiras, que elas possam encher com livros estantes gigantescas, levando-nos para um mundo que nunca tem fim e nunca cessará de crescer e se expandir, enquanto na Terra existirem humanos.
Olhei para as paredes e, por um instante, tive a sensação de que todos os livros olhavam para mim. Sim, como se estivéssemos vivos, e eles exclamavam:
- Venha até nós! Não tenha medo! Venha!
De repente senti muita fome. Não de comida, mas de todas as palavras escondidas naquelas estantes. Mas eu sabia que, por mais que eu lesse durante toda a minha vida, nunca conseguiria ler um milésimo de todas as frases que já foram escritas. Sim, pois há tantas frases no mundo quanto há estrelas no céu. E elas se multiplicam e se expandem continuamente, como o espaço infinito." ( trecho do livro 'A Biblioteca Mágica de Bibbi Bokken' Jostein Gaarder & Klaus Hagerup). 

terça-feira, 2 de julho de 2013

Calma para escrever...sentindo a emoção do momento.


Assim são os dias...de espera, de angústia, algumas alegrias e outros desalentos...Esperar que algo de mágico aconteça para que o vento da vida conduza nosso barco para outro lugar...escrever ajuda nessa espera, ajuda a não só espiar a paisagem mas também acalmar as horas que passam rápido...ajudam a olhar para dentro e perceber que nunca está sozinha nesse curto espaço de existir!

"E tudo o que eu quero é escrever
E expandir as emoções que me consomem
E eu quero cantar e gritar as agonias da alma
Expelir as angústias, e fazer surgir a calma

E vou me perder, que eu sei
Mas vou me encontrar
Eu quero ser grande, quero explodir
E lançar minha alegria ao partir

Mas tudo é desalento
Tudo se esvai e vai
Carregado pelo vento

É o fim da canção
E tudo pelo que ansiei
Acabou. Aflição!"
LEMBRANDO SEMPRE QUE:


VEM

O abelhudo e a exibida                         ou o pintor e sua obra Me encanto quando me invade assim Meio sem jeito, mei...