sábado, 29 de março de 2014

Assim...assim...sentindo a emoção do momento!



A vida sempre está nos pregando peças, algumas damos risadas e seguimos em frente, outras vezes sofremos e lutamos para enfrentar a peça em que somos os  protagonistas, desejamos não termos escolhido aquele personagem, aquela situação, mas mesmo assim temos que encará-lo e vivê-lo até o último ato. Assim no final depois de termos vencido o medo, a vergonha, a inveja, a tristeza, o desprezo e a mudança, possamos finalmente encarar o riso solto, mesmo que o riso ainda traga no canto do olho um pingo de lágrima que restou dos momentos sombrios enfrentados.

Assim me vi hoje...ontem...um tempo atrás...
Uma peça que encenamos e nos marcou para sempre.
Assim retorna a minha vida situações que no passado foram tão difíceis e hoje posso rir delas.
Assim te vejo hoje com lágrimas nos olhos quando as derramo, e nos emocionamos juntos.
Assim lembro de tantas palavras e emoções.
Assim te sinto hoje como alguém que um dia precisei soltar a mão para que pudéssemos seguir nossas estradas.
Assim seguimos nossa jornada.
Assim o mundo dos livros nos aproxima...e o presente do sonho de uma noite de verão surge num simples bate papo...
Assim nos vemos com outros olhos...com outro pulsar...
Onde isso vai dar?
O tempo nos trará respostas!
Bem assim...devagar...devagarinho!




VEM

O abelhudo e a exibida                         ou o pintor e sua obra Me encanto quando me invade assim Meio sem jeito, mei...